segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

RECEITA DE ANO NOVO .


RECEITA DE ANO NOVO

Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;
novo
até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?)

Não precisa
fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido
pelas besteiras consumadas
nem parvamente acreditar
que por decreto de esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.

Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.
Carlos Drummond de Andrade

sábado, 29 de dezembro de 2012

A PÁGINA HORA DA DIVERSÃO E DA CULTURA ESTÁ ATUALIZADA


Se você vai ficar aqui em Brasília, em Palmas, Araguaína ou Gurupi e não sabe onde vai passar o reveillion escolha uma opção na nossa página.

Para 2013 está previsto o show do ELTON JOHN no dia 8 de março de 2013, às 21h30, no Centro Internacional de Convenções do Brasil (próximo à Ponte JK).

Acesse a página HORA DA DIVERSÃO E DA CULTURA.

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

E O MUNDO NÃO ACABOU E O NATAL JÁ PASSOU


Que coisa hein???
O Mundo não acabou, o Natal chegou e já passou e, ainda, ficou a esperança. A esperança de um ano novo para se viver melhor e para se dar valor às pequenas coisas que a vida nos apresenta.
A AMATRA 10 posta abaixo texto de Rivadávio Amorim sobre a esperança.
Este texto o autor escreveu para sua família no dia de natal.
É lindo!!!


Foto: Rosarita Caron
Visto que o mundo não acabou (pelo menos por enquanto) e que cá ainda estamos, a estrada segue... Natal. Dia de presentes. Ao ensejo, trouxe-te um, personalizado. Inédito. Confesso nunca ter cogitado em presentear alguém com isso. Sou neófito nesse campo, posso assim dizer. Antes tarde do que nunca. Perpassei muitos encontros e desencontros para perceber um dos mais preciosos combustíveis da vida humana. Esperança. É isso. Sem ela, não há nada por fazer. E venho lhe dar esperança engarrafada nessas palavras que se juntam e ora decifras. Agora tenho a mala cheia dela, da mais piegas a mais requintada. Esperança se veste em qualquer lugar, a qualquer hora, a quem quer seja. Recebe-a. Toma um gole. Esperança que as dores de cabeça vão passar. Esperança dos filhos melhor, a cada dia. Esperança de sonhar voando. Esperança do prato com mais comida. Esperança de que o fio dental está no porta-luvas. Esperança do vento no fim da tarde para levantar a pipa. Esperança de não faltar amor, nunca. Esperança que dessa vez vai ser diferente. Por que é possível, por ser simples.  Basta ter um pouquinho, uma pitada apenas. Um suspiro de esperança. Toma, é sua. Feliz natal!
Riva – Natal de 2012

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

19º Boletim Informativo

O 19º Boletim Informativo com notícias da Amatra 10 já está disponível na página boletins informativos .
Acesse e fique por dentro das notícias da Amatra 10 no período de 20/11 a 20/12/2012!!

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Trabalho e Justiça na Escola: Tendo o Trabalho em Foco


A culminância realizada no último dia 10 de dezembro no Teatro Nacional Cláudio Santoro em Brasília contou com a participação de alunos de diversas escolas públicas do Distrito Federal.

 "Trabalho e Justiça na Escola: Tendo o Trabalho em Foco" foi durante todo o ano desenvolvido na rede pública de ensino pela Amatra 10 com parceria com a Secretaria de Educação do Distrito Federal e o apoio da Caixa Econômica Federal.

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

PÁGINA HORA DA DIVERSÃO ATUALIZADA - 11/12/2012


 Quer saber o que fazer essa semana TODA?
VIA FICAR EM BRASÍLIA? JÁ SABE PARA ONDE VAI PASSAR O ANO NOVO?

SHOWS
 A CAIXA Cultural Brasília apresenta, nos dias 10 e 11 de dezembro, show com o duo Hermeto Pascoal & Aline Morena. O show faz parte da turnê de lançamento do novo disco “Bodas de Latão” e da comemoração da parceria musical de Hermeto e Aline. O espetáculo tem ingressos a preços populares e conta com patrocínio da Caixa Econômica Federal.

Show exclusivo com Thiaguinho em Brasília para apenas 2 mil privilegiados! Dia 13 de Dezembro de 2012, a partir das 21h no Clube da Engenharia.

O 14 BIS fará uma breve turnê por Brasília. No dia 13 de dezembro, quinta-feira, pocket show gratuito às 19h na Fnac do Park Shopping, uma “degustação” para os shows do dia 14 e 15, sexta e sábado, ambos às 21h30, no Teatro da UNIP, só para ninguém ficar de fora. Corra para garantir seu lugar, pois os ingressos são limitados e a apresentação da banda promete ser imperdível!

O Teatro Oi Brasília tem a honra de receber a cantora paulista Mônica Salmaso acompanhada pelo pianista e maestro Nelson Ayres e pelo flautista e saxofonista Teco Cardoso para única apresentação na sexta-feira, 14 de dezembro, às 21h, lançando em Brasília o CD "Alma Lírica Brasileira".

Adivinha doutor, quem está de volta na praça? O Planet Hemp confirmou uma turnê por 10 cidades do país até o fim deste ano! O show em Brasília já tem data marcada: dia 14 de dezembro, no estacionamento do Ginásio Nilson Nelson.

Vem aí um super show com a dupla César Menotti & Fabiano em Brasília! Dia 14 de Dezembro de 2012, a partir das 22h na Orla do Clube de Engenharia.

Os produtores Aci Carvalho e Thiago Jaguaribe convidam grandes amigos para seu aniversário! Pôr do Sol com Margareth Menezes, Tony Garrido, Felipe da Banda Eva e muito mais, dia 16 de dezembro, na AABB!

O cantor, compositor e multi-instrumentista Marcelo Camelo chega a Brasília e traz na bagagem o seu show especial no formato voz e violão. A apresentação será no dia 16 de dezembro, a partir das 20h, no Centro de Convenções Ulisses Guimarães.

Show com o grupo Rebeldes. Tour de despedida em Brasília com uma mega apresentação! Em nova data, Dia 16 de Dezembro a partir das 20h no Ginásio Nilson Nelson.

TEATRO
AVE MARIA  - Espetáculo com Julia Varley e direção de Eugenio Barba tem duas únicas apresentações na capital federal. Nos dias 10 e 11 de dezembro, às 21h, no Teatro Goldoni. A peça é uma homenagem a atriz chilena María Cánepa, que morreu em 2006. No dia 12, Barba faz palestra e autografa seu livro "A Arte Secreta do Ator: Um Dicionário de Antropologia", às 19h30, no IESB.

OUTRAS PEÇAS:
Setebelos Convida, Comédia em Preto e Branco, Festival Circo Brasília, Monstros em Pânico – Natal, Hipnomagic apresenta: Profecias, Dingou Béus, Festival Medieval.

PARA CRIANÇAS

Um verdadeiro presente de Natal para a criançada. No dia 15 de dezembro, Brasília será palco do musical Natal das Estrelas. A festa natalina desembarca na AABB, muito bem representada por um time de celebridades, vindos diretamente das telinhas, que promete levar as crianças à euforia. O show musical tem início às 18h.

Cia Teatral Néia e Nando apresenta "Os Saltimbancos", aos sábados e domingos até 16 de Dezembro, sempre às 17h, na Escola Parque 307/8 Sul. Confira!



VEJAM AS OPÇÕES DE FESTA DE FINAL DE ANO NA PÁGINA HORA DA DIVERSÃO E DA CULTURA
http://amatra10.blogspot.com.br/p/hora-da-diversao-e-da-cultura.html

A CULMINÂNCIA DO TJC - 2012


Direitos e deveres trabalhistas no palco do Teatro Nacional

10/12/2012

Peças teatrais, músicas, vídeos, danças e outros tipos de trabalhos artísticos foram apresentados por alunos de escolas públicas do Distrito Federal na manhã desta segunda-feira (10/12), na Sala Villa Lobos do Teatro Nacional Claudio Santoro. A 2ª Culminância Geral do programa Trabalho, Justiça e Cidadania (TJC) contou com a participação de centenas de estudantes e professores de escolas do Gama, Santa Maria, São Sebastião, Sobradinho e Plano Piloto, incluindo o Cruzeiro. Neste ano, 22 escolas foram atendidas pela iniciativa da Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 10ª Região (Amatra10).
O evento também foi prestigiado e celebrado por autoridades da Secretaria de Educação do Distrito Federal, por magistrados engajados no programa e pela presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT10), desembargadora Elaine Vasconcelos, que apoia e incentiva a realização do TJC como uma forma dos juízes estarem mais próximos dos cidadãos, cumprindo com sua função social de promover o acesso à Justiça.
“Para o Tribunal, fazer parte de um projeto como esse significa sua integração com a sociedade. Aqui temos o resultado bonito de um trabalho profícuo realizado. Efetivamente, a educação liberta e transforma. O exercício da cidadania passa pelo acesso ao conhecimento”, disse a magistrada, que agradeceu e parabenizou todos os envolvidos na realização do programa. “O TRT10 está de portas abertas para todos vocês!”, declarou.
Em seu breve discurso, a desembargadora também lembrou exemplos bem sucedidos de ex-alunos de escolas públicas, como ela mesma, que durante a infância estudou em um dos Centros Educacionais do Gama. Para incentivar a plateia de estudantes, a presidente do TRT10 citou ainda o caso do atual presidente da mais alta Corte do Judiciário brasileiro, o Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, que, além de estudar em escola pública, começou a vida como faxineiro.
Solenidade - Dois alunos do programa foram responsáveis pela condução da cerimônia e uma estudante cantou o Hino Nacional na abertura. Durante os intervalos das apresentações artísticas dos alunos, também foram entregues placas comemorativas aos diretores das escolas participantes e sorteados vales-cultura para os estudantes presentes. Antes do encerramento, o coordenador regional do TJC, juiz do Trabalho Leador Machado, homenageou o arquiteto Oscar Niemeyer, falecido no dia 5 de dezembro. Ao final, a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional, regida pelo maestro Cláudio Cohen, fez uma apresentação para o público.
Balanço - Na avaliação do juiz Leador Machado, apesar da longa greve enfrentada pelos alunos da rede pública do Distrito Federal no primeiro semestre de 2012, o resultado do TJC foi satisfatório e até surpreendente. “Foi muito difícil para os professores conciliarem as atividades curriculares com o projeto, mas mesmo assim o TJC se desenvolveu de forma extraordinária, resultado do esforço coletivo de professores, juízes e estudantes. Algumas escolas surpreenderam pelo empenho e mobilização, como uma de Santa Maria, que trabalhou com mais de 700 alunos. Enfim, estamos aqui para coroar essa atividade. A ideia é que no próximo ano o Programa seja expandido para mais escolas”, adiantou o magistrado.
Segundo a secretária-adjunta de Educação do DF, Luiza Fonseca do Vale, o projeto tem tido uma receptividade muito grande. “Isso porque a iniciativa tem a proposta de desenvolver a cidadania nos alunos, de forma que eles tenham consciência sobre direitos e deveres trabalhistas. Os estudantes adoram esse programa. Eles se envolvem, principalmente, porque a atividade de ensino fica muito mais prazerosa. Alguns, inclusive, trazem suas experiências como trabalhadores e discutem isso em sala de aula”, descreveu.
A presidente da Amatra10, juíza Noemia Porto, acredita que a educação tem uma capacidade proliferadora de difusão do conhecimento. “Meu maior agradecimento vai para os professores e alunos das escolas públicas. Vocês é que são os responsáveis por este evento”, disse a magistrada no encerramento das apresentações. Para o desembargador do TRT10 Mario Caron, é muito gratificante participar da iniciativa. “Na verdade, nós não estamos ensinando. Com esse projeto, o juiz aprende mais como cidadão e ser humano”, constatou.
Preparação - Com o sonho de passar no vestibular para Contabilidade, a estudante Thallyta Maria Pessoa, participou da Culminância numa apresentação teatral que abordou a atuação da Justiça do Trabalho, simulando uma audiência de conciliação. Na opinião da aluna do Centro de Ensino Médio do Gama, as informações obtidas com o programa são fundamentais para preparar jovens para o mercado de trabalho. “O que aprendemos com o projeto, acabamos por disseminar para a nossa família e amigos. No dia a dia, esses conhecimentos são muito importantes, principalmente, para quem está entrando no mercado de trabalho agora”, avaliou a aluna.
Lucas Pessoa de Lima, de 17 anos, acabou de concluir o Ensino Médio, já trabalha como auxiliar administrativo e pretende prestar vestibular para Direito. O ex-aluno de escola pública também participou de uma apresentação teatral durante o evento e se disse bastante satisfeito por já estar bem mais informado sobre seus direitos e deveres como trabalhador. “Esse programa nos fornece uma base importante porque são informações que geralmente não temos acesso”, pontuou.
Para a professora Vera Lúcia Kury, da escola Meninas e Meninos do Parque da Cidade - Proem (Promoção Educativa do Menor) -, o programa é mais uma fonte de conhecimento para seus alunos. “Eles gostaram muito porque começaram a ter uma noção sobre o mercado de trabalho e de seus direitos como trabalhadores. É gratificante o que fazemos para que esses jovens tenham acesso à informação”, declarou. O Proem existe há mais de 30 anos e recebe, em período integral, cerca de 150 crianças e adolescentes em situação de risco social de todo o Distrito Federal.
Programa - Criado em 2004, o TJC visa conscientizar estudantes do ensino médio sobre direitos e deveres das relações de trabalho. A iniciativa começou a ser implementada no Distrito Federal em 2010. A Cartilha do Trabalhador em Quadrinhos, com informações sobre o funcionamento da Justiça do Trabalho, é o principal instrumento de aplicação do programa. As atividades da iniciativa são divididas em quatro etapas: formação de professores, realização de tarefas em sala de aula, esclarecimento de dúvidas com juízes voluntários e, por fim, a culminância.
Em 2010, apenas duas escolas públicas do Gama foram atendidas. No ano passado, o programa foi estendido para outras quatro regiões do DF, totalizando 15 colégios. Já em 2012, o número subiu para 22, em cinco regionais de ensino: Plano Piloto/Cruzeiro, Gama, Santa Maria, São Sebastião e Sobradinho. Nesse tempo, mais de 80 professores e cinco mil alunos do ensino médio de cursos profissionalizantes e de educação de jovens e adultos foram beneficiados.
Participaram do programa os desembargadores Brasilino Santos, José Ribamar Lima Júnior, Mário Caron e Ricardo Machado e os juízes Cristiano Siqueira de Abreu e Lima, Gilberto Augusto Leitão Martins, Grijalbo Fernandes Coutinho, Gustavo Chehab, Idália Rosa, João Luiz Rocha Sampaio, Laura Morais, Leador Machado, Maurício Westin Costa, Noêmia Porto, Osvani Soares Dias, Rossifran Trindade Souza, Rubens Corbo e Vilmar Rêgo Oliveira.
Acordo - O apoio da Secretaria de Educação do Distrito Federal ao TJC foi oficializado este ano, por meio da assinatura de um acordo com a Amatra10. Entre os principais objetivos do termo de convênio assinado estão o de propiciar a reflexão sobre ética, cidadania e Justiça nas escolas, esclarecer estudantes e fornecer informações sobre o Judiciário por meio da Cartilha do Trabalhador e de outras publicações, explicar a estrutura e funcionamento da Justiça do Trabalho e de organizações sindicais e, ainda, formar multiplicadores para executarem o programa e orientarem crianças e jovens a transmitirem esses conhecimentos aos familiares e à comunidade.
BN - imprensa@trt10.jus.br

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

CULMINÂNCIA TJC

O Programa Trabalho, Justiça e Cidadania (TJC), desenvolvido pela Amatra 10 em parceria com o TRT 10, encerrará suas atividade anuais na próxima segunda-feira, dia 10/12, com uma cuminância dos alunos de escolas públicas do Distrito Federal.
Na Culminância, os alunos, por meio de apresentações de peças de teatro, vídeos e músicas, compartilham o conhecimento adquirido sobre os temas refletidos e abordados em sala de aula.
O evento iniciará às 8 horas do dia 10/12/2012 na Sala Villa Lobos do Teatro Nacional Cláudio Santoro, em Brasília-DF. Para finalizá-lo, a Orquestra Sinfônica do Teatro tocará músicas de seu repertório. Toda a comunidade está convidada.
 

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Associado lançará livro sobre razoável duração do processo

O associado Brasilino Santos Ramos, membro do Conselho Fiscal da Amatra 10, lançará no próximo dia 6 de dezembro, às 17h, no auditório Coqueijo Costa, situado no 5º andar do Foro Trabalhista de Brasília (Av. W-3 Norte, Quadra 513, Brasília-DF), seu livro "Razoável Duração do Processo e Efetividade da Tutela dos Direitos Fundamentais do Trabalhador", editado pela LTr.


A obra é fruto do primoroso trabalho de pesquisa de Mestrado desenvolvido pelo associado, que lhe rendeu muitos elogios da banca de dissertação. Trata-se de uma inestimável contribuição para a comunidade jurídica e para reflexões sobre a tutela célere e efetiva dos direitos fundamentais trabalhistas. A Amatra 10 tem o prazer de convidar a todos os interessados. Compareçam e Boa Leitura!!


terça-feira, 4 de dezembro de 2012

TJC: TRT 10 recebe alunos de escola pública

Como parte do programa Trabalho, Justiça e Cidadania (TJC) da Amatra 10,o Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região recebeu a visita de aproximadamente 40 alunos da escola pública Promoção Educativa do Menor (909 Sul).
Os estudantes da 5ª a 8ª série acompanharam a sessão da 1ª Seção Especializada do Tribunal e ouviram mensagem da desembargadora presidente Elaine Vasconcelos, que recebeu flores de alunas.

18º Boletim Informativo

Já se encontra na página Boletins Informativos o 18º Boletim que trata das principais realizações da atual gestão da Amatra 10 no período de 20 de outubro a 20 de novembro de 2012. Leia e saiba o que está acontecendo na Amatra 10!!

Amatra 10 cria Coordenadoria de Direitos Humanos

A Diretoria da Amatra 10 criou a Coordenadoria de Direitos Humanos, vinculada a sua Escola da Magistratura (Ematra 10), com o objetivo de conceber, organizar, promover e implementar programas e ações coletivas solidárias destinados ao respeito, proteção e promoção de direitos humanos e cidadania.
O funcionamento da Resolução nº 2/2012 da Diretoria regulamenta o funcionamento da coordenadoria.

12º Encontro de Juízes e Procuradores foi um sucesso

O 12º Encontro de Juízes e Procurados do Trabalho da 10ª Região, realizado na última sexta-feira dia 30/11, com o tema "discussões sobre os desafios ao Sistema de Justiça na Era Democrática", foi um sucesso.

Durante todo o dia, os participantes do encontro debateram temas referentes ao “Processo Coletivo do Trabalho e Tutela Preventiva do Meio Ambiente”, “Destinação Alternativa de Recursos oriundos de Decisão Judicial em Ações Coletivas” e “Critérios para Fixação de Indenizações nas Ações Reparatórias”.
CARTA DE BRASÍLIA
12ºEncontro de Magistrados e Procuradores do Trabalho da 10ª Região
Como resultado dos debates, os participantes do Encontro aprovaram a Carta de Brasília, com o seguinte teor:
 

Os Magistrados do Trabalho e os Procuradores do Trabalho da 10ª Região (Distrito Federal e Tocantins), reunidos no Auditório Coqueijo Costa, no Foro Trabalhista de Brasília/DF, em razão do 12ºEncontro Anual, refletindo sobre os desafios ao sistema de justiça na era democrática, com especial ênfase em temas relacionados ao Processo Coletivo do Trabalho, à Tutela Preventiva do Meio Ambiente, à Destinação Alternativa de Recursos oriundos de Decisão Judicial em Ações Coletivas e aos Critérios para Fixação de Indenizações nas Ações Reparatórias, concluíram pela importância de destacar os aspectos consensuais a seguir enumerados.

1 – O primado do Estado de Direito como um Estado de Direitos Fundamentais impõe que o aspecto econômico não se sobreponha aos aspectos humano e social.

2 – É inegável a utilidade da tutela coletiva, em sentido amplo, na promoção da eficácia dos direitos fundamentais, entre os quais o direito ao meio ambiente, nele incluído o meio ambiente do trabalho.

3 – As tutelas de natureza preventiva/inibitória possuem valor inestimável no enfrentamento do grande desafio de minorar o sofrimento dos trabalhadores vitimados por condições ambientais inadequadas de trabalho, razão por que devem ser valorizadas e discutidas com intercâmbio institucional entre Judiciário e Ministério Público.

4 – O cumprimento de metas e estatísticas imposto a Magistrados e Procuradores não contribui para a valorização e a adequada compreensão dos processos de natureza coletiva, geralmente mais complexos em matéria de fato e de direito, já que numericamente o julgamento de ações individuais produz resultados mais condizentes com tais metas e estatísticas.

5 – A exigência do rol das pessoas alcançadas por ações de natureza coletiva esvazia a própria razão de ser dessas ações, frustra o tratamento adequado das chamadas lesões de massa e viola o direito de livre associação, garantido constitucionalmente.

6 – A sentença genérica, que não se confunde com decisão condicional, constitui provimento jurisdicional adequado em diversas ações coletivas, atingindo o objetivo de tutelar, da melhor forma possível, todos os vitimados pela lesão e os danos causados.

7 – Os recursos arrecadados nas condenações em multas e indenizações por dano moral, nas ações coletivas, têm caráter público, pois visam ao cumprimento da obrigação principal e à reparação do dano consolidado, podendo beneficiar diretamente a comunidade atingida, observado o princípio da utilidade quanto à reconstituição dos bens lesados.

8– O Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) não atende às exigências do artigo 13 da Lei nº 7.347/85, pois não conta com a participação do Ministério Público e não se destina a reparar o bem trabalhista lesado, na comunidade atingida.

9– É possível, numa postura de compromisso com a efetividade da tutela dos direitos sociais, a destinação alternativa de recursos provenientes das condenações pecuniárias em ações coletivas, com a finalidade de preservar ou restituir o bem lesado, ou ainda beneficiar a comunidade afetada pela conduta coibida, desde que beneficie entidades sem fins lucrativos, prestadoras de serviços de indiscutível utilidade pública e em regular funcionamento, segundo as exigências legais.

10– Independentemente das dificuldades na fixação de valor ou no cálculo das indenizações nas ações reparatórias, a reparação deve atender às funções compensatória, sancionatória e preventiva, havendo a necessidade de se explicitar quais critérios, e com que nível de importância, foram concretamente considerados, a fim de que se cumpra o dever constitucional de fundamentação das decisões judiciais.

11– Nas ações de indenização, a singularidade de cada caso e a postura de alteridade são fundamentais para o alcance de valores que possam ser considerados adequados, rejeitando-se, em qualquer hipótese, a ideia de tarifação do sofrimento.

Brasília/DF, 30 de novembro de 2012.