Loading...

quinta-feira, 6 de junho de 2013

Taguatinga completa 55 anos com Justiça do Trabalho em evolução


Notícia retirada do site do TRT 10ª Região

Taguatinga completa 55 anos com Justiça do Trabalho em evolução


Mais antiga que Brasília, Taguatinga completa 55 anos nesta quarta-feira, dia 5, como a “capital econômica” do Distrito Federal. E a Justiça do Trabalho da região administrativa é a maior do Distrito Federal depois do Foro de Brasília. O Foro Trabalhista de Taguatinga possui três Varas e mais duas devem ser instaladas em setembro, quando também será inaugurada a nova sede, na Avenida Samdu.
O Foro de Taguatinga recebe as demandas de mais duas regiões: Brazlândia e Ceilândia. As 1ª e 2ª Varas foram inauguradas em 7 de março de 1990, enquanto a 3ª começou a funcionar em 22 de março de 2005. A diretora do Foro, juíza Luciana Maria do Rosário Pires, atua em Taguatinga desde 1998 e não tem vontade de sair. “Temos muito trabalho, mas é muito bom trabalhar aqui”, diz. Segundo a magistrada, titular da 3ª Vara, a nova sede e as duas novas Varas irão dar melhores condições de trabalho para juízes e servidores e para a prestação aos jurisdicionados.
A proximidade com o jurisdicionado é destacada pela juíza Elaine Mary Rossi de Oliveira, titular da 2ª Vara, como uma das peculiaridades do Foro de Taguatinga. “Tenho uma identificação muito grande com Taguatinga. Aqui o juiz está muito próximo do jurisdicionado e tem uma atuação social muito grande”, afirma. A magistrada aponta ainda que a implementação do Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho (PJe-JT) no Foro de Taguatinga, que deve acontecer até o final do ano, irá melhorar ainda mais a prestação aos jurisdicionados.
O juiz Alexandre de Azevedo Silva, titular da 1ª Vara, elogia os servidores e os advogados que atuam na região. “No Foro, atua um grupo de advogados militantes da região de Taguatinga, que possui uma cultura bem própria e um clima de cordialidade no trato do dia a dia típico das regiões interioranas do país. Os servidores do Foro são extremamente gentis, respeitosos e simples, e acho muito agradável e fraterno o ambiente de trabalho. Gosto muito de trabalhar em Taguatinga e aqui pretendo encerrar a minha carreira na magistratura trabalhista”, declara.
União - Os funcionários do Foro Trabalhista de Taguatinga ressaltam a vantagem de trabalhar próximo ao local de serviço. “A grande maioria dos servidores reside próximo do Foro. Isso ajuda a ficar mais perto do jurisdicionado. Com isso, temos um compromisso ainda maior com a prestação do serviço”, sublinha o diretor de Secretaria da 2ª Vara, Brayner Gonzaga Pinto.
Outra característica positiva apontada pelos servidores é o bom ambiente de trabalho no Foro. A diretora de Secretaria da 3ª Vara, Maria do Socorro Lima, destaca a união entre os funcionários. “Todos são dispostos a ajudar os colegas. Todo mundo é entrosado”, afirma ela, que trabalha no local desde 1998. “Os parentes dos servidores circulam no Foro”, complementa Brayner.
Dados – Em 2012, o Foro de Taguatinga recebeu 8.197 reclamações trabalhistas, sendo 7.878 solucionadas. Foram realizadas 3.223 conciliações. Neste ano, até março, as três Varas já receberam 2.011 demandas, com a resolução de 1.302. Foram realizadas 3.280 audiências e 604 conciliações. De acordo com os juízes, as maiores reclamações vêm dos setores de construção civil e do comércio.
História - Inicialmente, Taguatinga chamava-se Vila Sarah Kubitschek. Depois, seu nome foi alterado para Santa Cruz de Taguatinga, permanecendo apenas Taguatinga, devido à fazenda de mesmo nome localizada onde é hoje a região, em terras do município de Luziânia (GO). Sua data de criação é 5 de junho de 1958.
Em um primeiro momento, o termo Taguatinga, originado do tupi-guarani, foi traduzido equivocadamente para “ave branca”, porém o correto é “barro branco”, ocorrência geológica que se verifica na região. Com 222 mil habitantes (Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios de 2011) e 121,34km², Taguatinga desenvolveu-se especialmente em função do comércio e dos empregos que sua população obtinha na região central de Brasília. Tornou-se um importante centro comercial dentro do Distrito Federal e polo de atração para a população das regiões próximas, abrigando shopping centers de grande porte.

Hoje, é uma das regiões mais ricas do Distrito Federal. Algumas localidades que antigamente faziam parte da região administrativa de Taguatinga são Ceilândia, Samambaia, Águas Claras e Vicente Pires.
R.P. - imprensa@trt10.jus.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário